Eu Venci a Infertilidade

  E depois de um ano sem publicar nada aqui no blog, é hora de voltar. E para comemorar hoje celebro um ano que descobri que estava grávida. Se você é tentante ou infértil, sabe como é viver  estes fantasmas. Hoje eu te convido a conhecer a minha história na luta contra a infertilidade.
Foto: Sorriso Filmes

Desde muito novinha, não me recordo do dia em que menstruei e não senti cólicas. Mas não estou falando de um simples incômodo não. Ao contrário! Falo de dores absurdas que me faziam faltar à escola e com o passar dos anos faculdade e trabalho. Até que já adulta o diagnóstico: ENDOMETRIOSE SEVERA. Impreterivelmente deveria passar por um procedimento cirúrgico, afinal, a doença já havia alcançado a alça intestinal. Logo seriam duas cirurgias em uma: com ginecologista e com proctologista.

Os procedimentos aconteceram em dezembro de 2012 quando faltavam seis meses para o meu casamento. Eu não imaginava que ali começaria o meu pesadelo. Após 10h de cirurgia, paro de andar por conta de um erro médico da ginecologista. Mas isso eu te conto com calma em outro post. Prometo.

Bom, depois que passei pela cirurgia a médica me informou que eu estava muito mais grave do que o ultrassom mostrava. Dentro de mim foram realizados os seguintes procedimentos: miomectomia; colpectomia; liberação de aderências; salpingoplastia e colpectomia segmentar para tratamento de endometriose. Para a médica, seria muito mais fácil a retirada do meu útero. Mas além do meu pedido pra não ser esta a prioridade da cirurgia, eu pedia muito a Deus para realizar o meu sonho de gerar uma criança.

Mesmo após o procedimento, minha ginecologista me informou que se eu quisesse engravidar eu deveria enfrentar a fila do HC – Hospital Das Clínicas – para ter 40% de chance de engravidar. E caso desse errado essa porcentagem só cairia. Pois bem... uma das etapas indispensáveis do tratamento da endometriose é o uso do medicamento Zoladex. Que se você não for encaminhado para a Secretaria De Saúde, para pegar gratuitamente, você o encontra com preços que variam de R$500 a R$1.500,00.

Segundo a minha médica, como eu iria me casar em junho de 2013, ela esperaria eu voltar da minha lua de mel, a fim de não “me atrapalhar” por conta dos efeitos colaterais que ele causaria. E assim foi. Passaram-se sete meses, até que voltei ao consultório. E qual a minha surpresa? Ela disse que eu não tomaria mais porquê já se haviam passados muito tempo. Ou seja, ela se esqueceu do que havia me dito e quem sobrou fui eu. Mais um erro da parte dela. Paciência! Deus era a minha justiça.

 NÃO ME INSCREVI NA FILA do HC.  Eu tinha muito vivo em mim que eu engravidaria e por métodos naturais mesmo sem saber quando. Encontrei a Dra. Thelma Figueiredo, que me fez ter novas esperanças. Antes de me sentenciar a infertilidade, fez o que médica anterior deveria ter feito: um rastreamento. Fui encaminhada para a clínica Martins Godoy para fazer   histerosalpingografia - um exame  com duração de 15 min, aproximadamente, que é feito mediante a injeção de um contraste no útero, que permite ao médico obter imagens do útero e das trompas por meio de um equipamento especial de raio-x, chamado fluoroscopia.

Arquivo pessoal
Neste exame foi constatado que uma das minhas trompas estava obstruída, mas  que eu  precisaria de apenas  de uma para engravidar. E não achem que eu engravidei imediatamente. Ao contrário, três anos se passaram e, após 1.581 dias de oração, e muita oração (pedíamos a Deus desde o início do casamento), o meu positivo saiu. Porque tudo que eu podia fazer eu já estava fazendo. Não tinha dinheiro para pagar tratamento e dependia única e exclusivamente do milagre de  Deus.

Sonhar a gente sonha. Mas entre o sonho e a concretização dele, existe um percurso a se fazer. 14 anos se passaram desde o namoro.  E juntos sonhávamos feito crianças o nosso futuro. Jamais imaginaríamos que o caminho seria tão árduo. Doeu muito... mas valeu a pena!


Arquivo Pessoal

Arquivo Pessoal

Arquivo Pessoal
Hoje 365 dias após a descoberta do meu positivo, carrego minha princesa Bella nos braços. Linda, saudável e feliz. E como foi conosco assim será com você mamãe e papai que já geraram no o desejo de aumentar a família. A medicina está aqui para nos ajudar e Deus para realizar os sonhos. Nenhum dos dois podem ser descartados. A diferença é que a medicina é limitada. E aí? Preferem acreditar 100% em quem?
Ah! Eu voltei a andar, mas sobre isso eu conto para vocês depois. 

Não se esqueça de se inscrever no Canal  EuExPlusSize,  no Instagram @euexplussize e no Face EuExPlusSize .

Grande beijo.

4 comentários: