Dilemas Da Moda Plus Size

Se tem uma coisa que irrita todas as mulheres que estão acima do peso é às lojas NÃO SE IMPORTAREM com as roupas para este público. E olha que eu estou falando das que se propõem a “investir” nestas pessoas.

Acontece que a impressão que passa é que existe certo proveito na seguinte matemática: se sua numeração é maior você TEM que pagar infinitamente mais caro, e aceitar aquilo que temos a oferecer... se quiser!

Mas uma coisa eu tenho a dizer: às vezes não é o ser caro o problema, mas a falta de carinho na escolha das peças a serem vendidas. Posso afirmar que isso é um dos fatores que fazem com que algumas mulheres (em sua maioria) tenham autoestima baixa não só por estarem acima do peso, mas com a falta de empatia pela mulher Plus Size. Afinal, já não basta ter que lutar contra a balança, é necessário ter que engolir goela adentro looks que não valorizam em nada suas curvas.

Talvez vocês possam dizer: como eu estou falando disso uma vez que eu quero ser uma ex-plussize? Eu te respondo: até conquistar o meu peso ideal eu ainda vou navegar e muito nesse universo da moda. E não quero ter que vestir “lençol” só porque ainda estou acima do peso.

Por conta disso, a partir de hoje eu vou postar alguns looks a fim de te inspirar a investir em você que gosta de ser gordinha, ou você gordinha que quer emagrecer, mas enquanto não chega ao peso ideal quer se vestir bem e se sentir valorizada.  







Encontrei ali no bairro Alípio De Melo, a loja Mellicotá, que trabalha com  looks a partir do número 36 até o 54,  valorizando as curvas da mulher sem  permitir que você se sinta diminuída. E pode ter certeza, os preços cabem no nosso bolso. E o melhor? A loja TAMBÉM entrega em  todo Brasil.  Vale a pena vocês conferirem.

End: Rua dos Geólogos 694 Bairro Alípio de Melo
WhatsApp: (31)99244-9940 

Não se esqueça de se inscrever no Canal  EuExPlusSize,  no Instagram @euexplussize e no Face EuExPlusSize .

5 comentários:

  1. Que ótima abordagem Aline!
    As pessoas precisam ser tratadas com mais respeito e carinho.
    E nunca se sujeitar a preços abusivos e mal atendimento.

    ResponderExcluir
  2. Essa é, realmente uma realidade. Tem melhorado, mas ainda falta muitoooo!!!

    ResponderExcluir
  3. Excelente texto! Felizmente o mercado está começando (engatinhando, na verdade) em nosso segmento. Beijos.

    ResponderExcluir