Autossabotagem: o poder do NÃO!

AUTOSSABOTAGEM: uma prática mais comum do que possamos imaginar durante o período de reeducação alimentar. E você? Tem esse hábito? Então precisa ler este post.

Sabemos que todo processo de mudança requer uma disciplina. E eu ouso dizer que é a mesma de um atleta de alto rendimento no aspecto de compromisso. Durante as olimpíadas deste ano, fiquei pensando em como era a rotina de treino desses profissionais. Independente da categoria ou especialidade, para que o atleta consiga chegar a disputar uma olimpíada, são anos de dedicação, anos de disciplina e, por muitas vezes, a palavra  NÃO (que muitas vezes vale mais que um sim), é palavra comum no  cotidiano deles.


Imagem da internet
Daí você me diz: "Aline, os atletas são preparados psicologicamente para negar um prato de batata frita,  um prato de brigadeiro, um hambúrguer, uma macarronada..." Sim!Com certeza! Não duvido que eles passem por terapias, sessões de coaching... Não tenho dúvidas! Mas por serem seres humanos (ó que novidade!), também estão sujeitos às mesmas tentações que nós, pessoas "comuns".

A diferença é que a batalha deles é para que possam ter a oportunidade de representar o seu país em uma olimpíada e subir ao pódio. Mas por que eu citei os atletas de auto rendimento? Porque mesmo estando em dia com o corpo e com a saúde, eles não se permitem se autossabotar. E isso é tão comum quando se quer emagrecer, não é verdade?

Eu por exemplo, tenho uma dificuldade ENORME  de dizer não. Confesso. E não assumo como se fosse mérito algum. Ao contrário, me envergonho, sabe? De verdade. Acho que é por isso que ainda não bati a minha meta. Obviamente tem outros fatores também, mas este não passa ileso.

Na verdade somos nós quem definimos o percurso que vamos utilizar para o alcance de nossos objetivos. Isso vale para tudo vida. E no caso do emagrecimento também. Eu, Aline, após diversas tentativas sem sucesso, decidi há quase dois anos ir pelo caminho mais longo. Porém mais saudável. E às vezes isso irrita. Chateia de verdade. Incomoda não ter a disciplina de ir a uma festa infantil e comer APENAS três docinhos, negar refrigerante,  evitar frituras...

Domingo passado, por exemplo, fui a uma festa de aniversário de cinco aninhos.  Quando eu vi o tal do beijinho e do brigadeiro... Abafa o caso. E obviamente depois me senti culpada. O problema está  em ir à festa? Não!  Mas sim em não saber se portar na festa. AUTOSSABOTAGEM.
Arquivo Pessoal
Quando nos autossabotamos assinamos o decreto de retrocesso de conquista de algum sonho. E muitas vezes, quando se trata de processos de emagrecimento, ela vem disfarçada de preguiça de malhar, de fazer uma marmita para o dia seguinte,  vontade de comer um doce por estar com os nervos a flor da pele...
Por isso que emagrecer é  uma luta diária. Porque a batalha com o que te VICIA é  dura. 

Eu não tenho a fórmula de combate à autossabotagem. Acho que só a terei quando bater a minha meta total. Mas quero  te desafiar a listar aquilo que te tira o foco  procurar trabalhar em cima disso. Eu já fiz a minha. E vou correr atrás para me livrar de cada item.

Uma vez eu ouvi dizer que quando escrevemos alguma coisa é  mais fácil de memorizar e de trabalhar em prol daquilo. Sendo assim, faça a sua lista, veja se são muito itens e bora batalhar para vencer.
Fiquem com Deus e vamos aproveitar que hoje é sexta e já começar a dizer não para as glutonarias do fim de semana. 

Quem se interessar em participar em fazer parte do Projeto EuExPlusSize e também do ZapZap GRATUITAMENTE, é só enviar um e-mail para euexplussize@gmail.comNão se esqueça de se inscrever no Canal EuExPlusSize,  no  Instagram@euexplussize e na Fanpage EuExPlusSize.

Beijos e até o próximo post.

 

0 comentários:

Postar um comentário