Um pouco dos últimos acontecimentos

 Como todo mundo já sabe, meu peso aumentou 2kg na última pesagem. E apesar de saber que isso faz parte do processo de emagrecimento, eu não fiquei nem um pouco feliz com a notícia. Mas vida que segue, afinal, desistir, jogar a toalha, entregar-se, ceder, abdicar do meu sonho de voltar a ter uma vida com qualidade não faz parte do meu dicionário.

Conforme o post anterior, minha nutricionista me disse que verdadeiramente ando muito de ansiosa! O que não era novidade para mim, pois desde que me conheço por gente não me lembro do dia em que esse sintoma não esteve presente.  De lá pra cá algumas coisas aconteceram na minha vida que estão servindo de suporte para a ansiedade. E uma delas é o intestino preso (socorro!!!!!).
Imagem da internet
Para vocês entenderem algumas pessoas sabem que em dezembro de 2012 fui submetida à uma cirurgia de endometriose gravíssima que além de  estar no útero, expandiu-se para o meu intestino. Com isso, além de retirar a endometriose dos órgãos, tive que remover 10cm do meu intestino. E de uns tempos para cá, percebi que, ao contrário de antes, meu intestino começou a ter dificuldades para funcionar. Fiz uma ressonância magnética e descobri que estava com  um pouquinho de fibrose  (uma espécie de queloide) no intestino.  Deve ser por isso que não faço tatuagem, pois se dá queloide interna imagina externa (rsrsrs).

Após conversar com minha médica, fui orientada a tomar medicamentos, beber bastante água, comer bastante verduras e legumes, fibras e, também, beber água de ameixa todos os dias em jejum (deixe a ameixa seca pernoitar em um copo de água filtrada, beba pela manhã e depois coma a ameixa). Já tem quase dez dias que tenho feito isso e não sei se foi tempo suficiente para ver mudanças significativas.

Por conta da longa cirurgia uterina e depois no intestino, parei de andar (mas isso conto em outro post), e para me recuperar, fiz mais de 100 sessões de fisioterapia. Afinal, havia perdido toda a sensibilidade dos pés, logo não sentia mais o chão. Voltei a andar, mas ainda  faltava recuperar 100% da sensibilidade  dos pés. Foi aí que resolvi conhecer a acupuntura. Gente, todo o meu preconceito com medicina alternativa caiu por terra! Vou dizer uma coisa, foi começar a fazer que em menos e dez sessões voltei a sentir pouco a pouco o chão gelado.Graças a Deus!

Arquivo Pessoal
E assim tenho feito para combater a ansiedade. Porém, com a Auriculoterapia. Uma espécie de terapia  que se baseia  no uso de sementes de mostardas, objetos metálicos e/ou magnéticos em pontos específicos na orelha para ajudar a tratar problemas como: ansiedade, obesidade, insônia, enxaqueca, dentre outros.
Na verdade, eu comecei ontem e ainda não sei dizer  (creio porque ainda não deu tempo), como me sinto. Mas uma coisa percebi:  A Joice Dainez (que me atende), disse que os pontos que tivessem doloridos (dor super suportável diga-se de passagem) seria reflexo das áreas que mais precisavam ser tratadas. E advinha qual pontinho está dolorido? O da ansiedade, claro!

Já vi muita gente falar a respeito da eficácia deste tipo de tratamento e estou com a expectativa lá no alto. Mas é importante frisar que os pontinhos não fazem nada sozinho. No caso de tratamento contra a obesidade (que também é o meu caso), eu preciso fazer a minha parte né, gente? Reeducação alimentar, atividade física são primordiais.

Para você que se interessou, o tratamento tem baixo custo, apenas R$20,00 a sessão e o melhor de tudo: o atendimento é em domicílio*. Isso mesmo, ela vai até você.  E tem preço especial para quem é seguidor do Projeto EuExPlusSize.
Contato Joice
Bom, gente! E assim tem sido a minha vida nos últimos dias.  Quero deixar claro que o objetivo deste post não é pra dizer para você abandonar seu médico etc, etc... Ao contrário, continue nele, e procure saber mais sobre esse tipo de medicina alternativa  para te auxiliar naquilo que você precisa, ok? Grande beijo!

Um comentário: