Você sabe calcular o seu peso ideal?

Se tem uma coisa que eu nunca me preocupei foi como andava o meu IMC – Índice de Massa Corporal. Para ser bem sincera eu nem sabia de fato o que era e muito menos para que servia.  E mesmo quando eu me inscrevia nas academias, durante as minhas avaliações eu nem sequer perguntava o que viria ser o tal do IMC.

Imagens da internet
Por mais que algumas pessoas achem que impossível alguém não saber a função do cálculo do IMC, eu garanto que é possível sim essa informação ser desconhecida. Sobretudo para as pessoas que estão gordinhas. Na verdade quando estamos acima do peso e não estamos satisfeitos com isso, mal temos a coragem de enfrentar um espelho, quanto mais saber se estamos correndo riscos de doenças.

Pois bem, hoje eu vim apresentar para vocês de forma simples, este método que, apesar de alguns especialistas não utilizarem como parâmetro de medir a gordura do corpo, pode nos alertar e muito como anda a nossa saúde.

Na verdade o IMC é um dos métodos reconhecidos pela Organização Mundial da Saúde (OMS), para classificar a pessoa de acordo com o peso e a altura. Geralmente esse método é utilizado por profissionais da saúde como: médicos, educadores físicos, nutricionistas e fisioterapeutas. Esse recurso é utilizado para determinar se o indivíduo está em abaixo do peso, no peso ideal ou, até mesmo, acima do peso.

Como Calcular:

Com a era digital é possível calcular sua taxa de IMC com calculadoras específicas on line. Mas é possível também fazer este procedimento com calculadoras convencionais. Para exemplificar vou usar os meus dados para que você entenda:

Para calcular o seu IMC basta dividir o seu peso pela sua altura multiplicada por ela mesma. Por exemplo, se o meu peso inicial era 110kg e a minha altura é 1,70m, logo a fórmula para calcular  ficará:

IMC = 110 ÷ (1,70 x 1,70)
IMC = 110 ÷ 2,89
IMC = 38,06 = Obesidade grau 2 - Severa
  
Atualmente, com os quase onze quilos eliminados, eu já saí do grau de obesidade severa como mostra abaixo para Obesidade Grau 1

Arquivo Pessoal

Imagens da Internet
Principais riscos

  • Baixo Peso:  Nesse ponto, o corpo magro deixa de ser saudável e o organismo fica mais vulnerável a infecções;
  • Peso Ideal:  Seu peso está adequado à altura. É importante manter a educação alimentar e a atividade física;
  • Sobrepeso:  Esta faixa indica que você está com predisposição à obesidade;
  • Obesidade grau 1:  O risco de desenvolver diabetes, para quem está nesta faixa de peso, é de 20%, e o de hipertensão ultrapassa 25%. Há risco maior de outras doenças cardiovasculares, articulares, distúrbios psiquiátricos, apneia do sono e até certos tipos de câncer;
  • Obesidade grau 2: O risco de desenvolver diabetes chega a 40%, e a chance de surgirem doenças associadas à obesidade, como reumatismos, câncer, apneia do sono, hipertensão e outros problemas cardiovasculares pode chegar a 50%. 
Mesmo que você não esteja em um grau de obesidade, vale a pena conferir se está na faixa do seu peso ideal, ou até mesmo abaixo. A matemática é simples, mas se mesmo assim você prefere calcular on line, clique aqui e confira na tabela abaixo qual o seu perfil de peso. Se estiver alterado, procure um médico e  cuide-se!

0 comentários:

Postar um comentário