Obesidade X Falta de vergonha na cara

Por muitos anos eu ouço algumas pessoas dizerem a seguinte expressão quando o assunto é gordura/obesidade: " obesidade é falta de vergonha na cara!" ou "Eu não sei como pode alguém se permitir chegar a tal peso.” Quando eu comecei a tentar emagrecer, usei todas as dietas mais malucas que vocês possam imaginar. Eu me justificava na famosa frase: "Tomei Vergonha na cara e decidi emagrecer.".

Só que essa vergonha vinha associada de inibidores de apetite, dieta da maçã, dos famosos, dos shakes... E não vou mentir para vocês: eu conseguia eliminar alguns quilinhos sim, mas quando eu parava de tomar essa tal "vergonha", o meu peso aumentava consideravelmente. Daí era a hora de ficar frustrada e, mesmo sem fome, atacar a geladeira como se nela estivesse a solução de todos os meus problemas.

Imagem da Internet

Sabe o que é isso? Compulsão Alimentar. Em poucas palavras, a compulsão por alimentos é nada mais nada menos que a vontade desenfreada de comer as coisas, mesmo que sem fome, em tempo menor que o normal, como forma de descarregar alguma insatisfação ou alegria na comida. E eu descobri que também sou detentora deste problema.

Para vocês terem uma ideia das coisas que já fiz, vou contar uma situação recente, logo depois que eu comecei a minha RA. Uma vez discuti com o meu marido e logo após ele saiu para trabalhar. Imediatamente eu falei comigo mesma: "se ele pensa que vai ficar assim ele vai ver. Por desaforo..." Sim, eu usei a expressão POR DESAFORO, eu fui à cozinha, comi dois mistos de presunto e queijo,  uma manga rosa inteira, tomei suco e, para completar, descasquei cinco batatas médias, piquei em formato de palito, fritei e comi todas.

Depois que eu comi a última batatinha, sabe o que aconteceu? Nada! Aliás, ganhei muito mais calorias e deixei de ter raiva dele (marido), para ficar chateada comigo. Aí tem  gente que vai falar: "comigo não acontece essas coisas." Eu respondo: deve ser porque as pessoas são diferentes, né? Cada pessoa reage de alguma forma. Uns comemoram ou descontam algumas coisas com comida, outros com droga, outros com sexo, outros com bebidas...

Gente, obesidade é doença! E não falta de vergonha na cara! Se ela  não for tratada, pode  levar a óbito. É preciso sim, um tratamento para combatê-la. Não tenha vergonha de assumir que você precisa de tratamento. Fuja dessas dietas malucas. Pare de dizer que você faz a dieta de famoso x ou y. Se ame em primeiro lugar. Se preciso for procure um terapeuta, endocrinologista e nutricionista. Não aceite remédios para dar uma ajudinha! E mais, pare de dizer que você não consegue. Uma vez li uma frase de um amigo e padrinho de casamento e deixo para sua reflexão: “O sonho é seu. A incerteza é dos outros.”

0 comentários:

Postar um comentário